Você está na Taro

Tarô

Conhecendo o Tarôt

O tarô é a técnica e a arte de adivinhar o passado, sente e futuro do consultante, que ademais serve para ajudar a entender, realizar e enfrentar as diferentes situações da vida de uma pessoa.

Data da época dos antigüos egípcios, que dentro da base da Esfinge, foi onde se encontraram os hieroglíficos que simbolizam as cartas do tarot com seus vinte e dois arcanos maiores e seus arcanos menores, conformando um total de 78 cartas. Foi guardado e ocultado pelos sacerdotes ao ter estado escrito no Livro do Thot, quem possui sabedoria e autaridad vivente sobre os Deuses do antigüo Egito.

Segundo o correr do tempo, as cartas foram variando, aperfeiçoando-se e misturando-se unas com outras para formar diferentes tipos de tarô e com cada uma várias tipos de tiragens.

Cada carta tem seu significado e vai mudando este, depende das cartas que a acompanham a seu arredor, a pergunta do interessado e segundo a intertação e conhecimento que tenha a respeito das cartas o tarotista.

Para iniciar-se com as baralhas, ao ver tantas no mercado; umas muito boas e outras não tanto; o tarotista deve provar qual é a baralha que sente cômoda, a que possa intertar a simbologia, que disso depende o subconsciente do atirador de cartas.

À hora de selecionar uma baralha, há que ter em conta para que o queremos. Portanto, se não queremos utilizar um tarôt ''clássico'' devemos eleger um que inspire.

Tarô clássicos: Palladin, o de Waite, o de Oswald Wirth, estes dois últimos são versões baseadas no tarôt de Rider, e o do famoso mago Alester Crowley, este último dotado de umas ilustrações de grande fantasia e riqueza de detalhes. Na atualidade destacam e se utilizam com freqüência os Tarô Egípcios, sua beleza, sua riqueza de detalhes e seu simbolismo os fazem favoritos para alguns especialistas.

Quando use uma nova baralha, conheça-a. Como com os cristais, não é conveniente que outros a manejem. Localize um cristal sobre a baralha enquanto o faz. Baralhe enquanto tem na mente a pergunta, corte três montões movendo-se à esquerda e use a polaridade do aura sobre eles. Sentindo com a mão esquerda, escolha um dos montões e voltee a carta de em cima para acima para vê-la. Use o folheto que vem com a baralha sem dê prioridade às primeiras imssões e intuições. Ensaie leituras com uma carta, baralhe e comece de novo. Faça leituras de tarot usando somente os arcanos maiores, assim a baralha seja completa.

Guarde sem a baralha em sua própria caixa, numa tela branca. As coisas feitas a mão são o melhor, telas e caixas de beleza porque têm significado pessoal e estão cheias da energia da usuária Mantenha a baralha sobre um altar e coloque-lhe um cristal em cima quando não a use. Se a baralha se sobrecarrega, como o fazem os cristais, limpe-a expondo as cartas ao sol, colocando-as sobre um altar alumiado, aspergindo-as com rosas secas, água salgada ou bolitas de resina, ou usando cura de aura.

pare-se para a leitura de tarô ndendo uma vela tendo uma mente clara e descontraída, enfocada só na pergunta e use a polaridade do aura e os cristais para imssionar as cartas antes de distribuí-las. Peça-lhe à deusa sabedoria e direção, selecione da baralha já cortada o montão que vai usar e voltee as cartas.

Também pode visitar o tarot gratis